VELHO OESTE Pois é caros amigos! Esse título não nos remete a falarmos sobre os Estados Unidos na época de sua colonização, onde o velho e conhecido BANG- BANG era constante pelas ruas, pois é aqui mesmo no Brasil, não no sudeste onde as maiores facções criminosas residem, mas é no nordeste! ou melhor, no Rio Grande do Norte, ou ainda, em Umarizal. Isso mesmo, no interior que muitas pessoas acreditam ser o melhor lugar para descansar e que é super calmo, pois bem! nos últimos dias a nossa querida e simpática cidadezinha viveu momentos de puro faroeste, com inúmeros roubos seguidos de arrastões por alguns bairros, tentativas de assassinato e assassinatos pelas suas ruas, tiroteio geral no centro da cidade e nos bares próximos algumas escolas, por fim, um excelente roteiro para aqueles filmes em que morrem todo mundo, um provável nome já é cotado: “UMARIZAL CIDADE DO PECADO” uma alusão a um grande sucesso de bilheteria em todo mundo e que tem como protagonista Bruce Willis. É lógico que se não fosse pelas mortes serem verdadeiras e brutais, e que a população está apreensiva e amedrontada. Pois as mães não deixam mais os seus filhos saírem de casa, uma vez que a violência não tem hora para acontecer, é uma guerra por intrigas e quem estiver perto fará parte dela, por isso toda hora é ligação de pais pra filhos, irmãs pra irmãos, avós para netos entre outras, tudo para saberem se está tudo bem com os entes queridos. Aí vem a pergunta: Onde está a polícia? Pergunta essa, fácil de ser respondida: está nas ruas ou na delegacia trabalhando e tentando coibir o máximo a criminalidade, mesmo assim muitas pessoas preferem criticá-la e não entendem que a nossa polícia há muito tempo não tem estrutura para trabalhar como uma boa viatura, armas adequadas, e quando se tem algo não é positivo como os salários baixíssimos, entre inúmeros problemas, e sem falar que quando ela age com sucesso sempre vem alguém com muito interesse próprio e tira toda sua autoridade. Por isso, não podemos culpar a nossa polícia que se quer tem autonomia para cumprir o seu dever, e sim, se realmente estamos educando os nossos filhos como queremos que fossem os do vizinho, se estamos passando bons exemplos para eles, se pensamos nos nossos valores enquanto ser humano, se estamos transmitindo amor que tanto se fala em toda parte, se nós merecemos ser chamados de seres civilizados em pleno século XXI. Mas agora vou fazer o que muitos adoram fazer, até porque é mais confortável, vou colocar a culpa nos governantes, no país, nos portugueses que nos descobriu, talvez assim minha revolta seja um pouco aliviada eu esqueça tudo o que está acontecendo a minha volta e amanhã saio tranqüilo de casa como se nada tivesse acontecido e sem mais nem menos uma bala perdida acerte minha cabeça. Jardeu Amorim (Palhaço e Ator da Cia Arte e Riso)

1 comentários:

  • Emanuel Coringa | 30 de junho de 2009 14:47

    Lindo texto companheiro, lindo é ironia para falar dos acontecidos, tive a triste infelicidade de estar em minha linda e amada cidade neste fim de semana trágico, voltei para Natal com um aperto no coração de ter visto tudo aquilo na cidade onde nasci. Deixar meus amigos e familiares naquele clima foi difícil, agora temos é que falar sim, pois a pressão popular é que formam resoluções para estes problemas. Jardeu saudades de seus textos espero ver outros que ñ sejam tão tristes.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...