Hoje, dia 12 de agosto é o Dia do Artista Popular de Umarizal e será comemorado com toda a comunidade na Casa de Cultura Popular a partir das 16:00hs com uma vasta programação cultural. Teatro, Música, Poesia, Palhaço, Cantoria, Dança, Exposições, Passeios de Bicicleta e Moto com os Trilheiros pelas ruas de nossa cidade, e Comidas Regionais. Programação Gratuita.

Artistas e amigos das artes fazendo a limpeza da Casa de Cultura

Ontem, 11 de agosto, artistas e amantes das artes e da cultura fizeram a limpeza da Casa de Cultura para receber essa grande festa hoje. Parabéns a todos que deram sua contribuição e que acreditam no poder transformador das artes. 

Venha participar do nosso dia.

O Dia do Artista Popular Umarizalense (DAPU) é Lei Municipal nª 001/2017 de 14 de Junho de 2017 sancionado por unanimidade pelos vereadores do município.


Com uma programação totalmente gratuita para toda comunidade de Umarizal, o DAPU (Dia do Artista Popular de Umarizal) será comemorado neste sábado dia 12 de agosto a partir das 16:0HS NA Casa de Cultura Popular Palácio do Gavião. Artistas de vários seguimentos estarão reunidos fazendo apresentações culturais. Haverá também participação de Grupos de Ciclistas e Trilheiros passando por várias ruas de nossa cidade.

Venha participar conosco desse dia tão importante para a cultura de Umarizal. 
Alunos da escola estadual Zenon de Sousa treinando - Abril de 2017
Treinando desde o início do ano letivo pensando em participar de mais uma etapa dos JERNs na Regional de Umarizal, a maior delegação da história da capoeira umarizalense formada por crianças e adolescentes de três escolas de nossa cidade tiveram uma grande decepção ao serem informados que nesse ano de 2017 não haverá disputa da modalidade, e que os mesmos só irão participar da etapa final da competição em Natal.

A decisão foi tomada pela CODESP (Coordenadoria de Desportos do RN) com finalidade de contar gatos, uma vez que, a verba destinada à realização do evento foi cortada praticamente pela metade e ficaria inviável a realização das disputas de Capoeira em Umarizal.

Aluno Jhonathan Amorim e o Professor de Capoeira Leonardo Alves
Mesmo já garantidos na etapa final em Natal, os adolescentes se sentem desrespeitados e desvalorizados pela CODESP. Pois, é grande a vontade de participar de um evento em sua cidade, com suas famílias participando e incentivando, coisa que dificilmente possa acontecer na capital do estado.

“Os treinamentos são feitos com muita força de vontade e dedicação todos os dias pensando nesse momento do JERNs. Mas, infelizmente esse ano não poderemos mostrar o que sabemos para nossa cidade”. Relatou o aluno da escola Zenon de Sousa Jhonathan Amorim - 04 medalhas de ouro no JERNs 2016 Regional de Umarizal e 04 medalhas de prata na fase final em Natal, 2016.

A preocupação dos capoeiristas agora é buscar apoio para a ida até a capital, pois são cerca de 25 atletas/estudantes, uma vez que se levar em consideração o corte de verbas pelo governo do estado, certamente as dificuldades para a locomoção e estadia serão dobradas.


Palhaços Gravatinha e Ruivão - Imagens da página do face book da Escola Paulo Abílio

A Cia. Arte e Riso participou da grande programação alusiva ao Dia do Estudante da Escola Estadual de Tempo Integral Paulo Abílio em Umarizal. Durante toda a semana os alunos tiveram várias atividades físicas, recreação, oficinas, gincanas, competições e apresentações culturais para comemorar o Dia deles.


Mais uma vez a Cia. Arte e Riso marcou presença e os palhaços Gravatinha e Ruivão e fizeram a festa com a garotada. 

Brincadeira de roda - Imagens da página do face book da escola Paulo Abílio

Agradecemos o convite de todos que fazem a Escola Estadual de Tempo Integral Paulo Abílio e parabenizamos pela bela iniciativa de trabalhar a educação aproveitando todos os contextos a nossa volta, quebrando as barreiras dos muros e das salas de aulas. Como também revivendo com as crianças antigas brincadeiras que mantém viva a cultura de nossa comunidade. Novamente, Parabéns.

Mais momentos das atividades realizadas
Imagens da página do face book da escola Paulo Abílio










Outro parceiro da Cia. Arte e Riso é a rede de farmácias Nossa Farma. Sempre preocupada com o a cultura, cidadania e o social em Umarizal, a Nossa Farma tem acreditado e ajudado com nossa prática de fazer arte. Agradecemos de coração ao casal Thiago Antunes e Emiliana Onofre que estão a frente dessa grande empresa umarizalense. 


Quem tiver problemas para depositar na vakinha.com pode fazer assim: 

JOÃO BATISTA DOS SANTOS JUNIOR 
CONTA POUPANÇA DO BRANCO DO BRASIL 
AGÊNCIA 0121X 
POUPANÇA 10132 X OPERAÇÃO 51

Professor Érico Nóbrega

O Professor, amigo e sempre parceiro das artes Érico Nóbrega, mais uma vez apoia as artes umarizalense. Desta vez Érico Produções contribuiu com a campanha “Vakinha Online” que a Cia. Arte e Riso junto com Movimento Escambo estão fazendo para trazer a ESLIPA (Escola Livre de Palhaços do RJ) para uma Formação na área e com certeza compartilharmos com nossa comunidade os aprendizados adquiridos. 

Agradecemos sempre a Érico Nóbrega pelos vários apoios que tem nos dado ao lingo de nossa história em Umarizal. 


Quem tiver problemas para depositar na vakinha.com pode fazer assim: 

JOÃO BATISTA DOS SANTOS JUNIOR 
CONTA POUPANÇA DO BRANCO DO BRASIL 
AGÊNCIA 0121X 
POUPANÇA 10132 X OPERAÇÃO 51

O grupo Junino Encanto do Nordeste está em contagem regressiva para o 1° encontro já visando a temporada junina 2018. Tudo acontecerá neste sábado, dia 05/08, às 19:00hs na Casa de Cultura Popular Palácio do Gavião!

Os interessados em fazer parte da mais vitoriosa quadrilha junina da região devem comparecer ao encontro na Casa de Cultura ou deixar seus contatos na página da quadrilha na rede social face book e lá terão mais informações.


Agradece Equipe Diretora
Grupo Coco do Gavião da escola Zenon de Sousa - Arraiá do Arte e Riso 2017
Projeto desenvolvido pelo artista popular da Cia. Arte e Riso Joelson de Souto Maisy Souto na Escola Estadual Zenon de Sousa desde o início do ano de 2017 se abre para uma nova etapa. Depois de montar um grupo de Coco de Roda denominado “Coco do Gavião” na referida escola, a ideia de Joelson e Maisy é ampliar o leque para toda a comunidade umarizalense. Por isso, estão abertas vagas para meninas de todas as idades participarem das oficinas de Dança do Coco de Roda e consequentemente integrarem o “Coco do Gavião”

E hoje, 04/08 (sexta feira) haverá um ensaio aberto do grupo Coco do Gavião na Praça Helena Lúcia, Centro de Umarizal às 19:00hs.

Todos estão convidados para assistir, aprender e segurar o coco!


"Segura o coco, nego duro"!!!!!!

Grupo Coco do Gavião - Escola Zenon de Sousa - Maisy dança com Jennifer Encanto, Arraiá do Arte e Riso - 

Mais informações:

Ensaio do Coco do Gavião.
Público: Meninas
Oficina: Dança do Coco de Roda
Local: Casa de Joelson Souto e Maísy Souto.
Endereço: Rua Francisco Libaneo da Cunha, Bairo Mutirão – Umarizal/RN
Referência: Rua do Comercial Natureza, saída para o sítio Camponesa. Próximo à igreja de Santa Terezinha.
Data: Neste sábado 05/08 às 14:00hs

Inscrições: pelos números 996139691 (Maísy), 999782797 (Joelson) ou entrar em contato com a Cia. Arte e Riso.


Mais um grande amigo das artes umarizalense contribui com nossa “Vakinha Online” O empresário Talles Henrique dono da rede de farmácias Farma Vida. Agradecemos mais uma vez ao amigo Talles Henrique por confiar em nosso trabalho.



Quem tiver problemas para depositar na vakinha.com pode fazer assim: 

JOÃO BATISTA DOS SANTOS JUNIOR 
CONTA POUPANÇA DO BRANCO DO BRASIL  
AGÊNCIA 0121X 
POUPANÇA 10132 X OPERAÇÃO 51

Foto: Arte e Riso: Palhaços Mussiroca e Bole-bole - Macau/RN, 2014
Para você que gosta do trabalho da Cia. Arte e Riso de Umarizal, grande parte de nossos conhecimentos nas artes e na vida estão ligados ao Movimento Escambo, que se organiza há mais de 30 anos de forma coletiva e colaborativa. Não podemos pensar apenas em nosso umbigo, aqui se pensa coletivo e crescemos em coletivo. Assim, a Cia. Arte e Riso vem pedir ajuda daqueles que puderem e acreditam nesse trabalho e nessa forma de organização que existe e resiste no Brasil há mais de três décadas. AJUDE VOCÊ TAMBÉM A CONSTRUIR ESSE SONHO!


Será uma grande capacitação para essa palhaçada que arrancam sorrisos banguelas e dentaduras de leite país a fora!

Foto Cia. Arte e Riso: Espetáculo Coletivo do Escambo - Escambito Raízes, Janduís/RN, 2014
O MOVIMENTO POPULAR ESCAMBO LIVRE DE RUA está vivo e pulsante. Produzimos uma média de quatro grandes encontros anuais, que chamamos de ESCAMBO, e outros quatro pequenos encontros que chamamos de ESCAMBITOS. Sem nos render a mentirosa e fajuta política dos DES-GOVERNOS.

Nos reunimos em espaços, cidades, comunidades com quase total falta de POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS ARTES e para a cidadania. Isso só acontece porque contamos com a parceria de um povo humilde e oprimido. Mas, que acredita e colabora com nossas ações. 


Quem tiver problemas para depositar na vakinha.com pode fazer assim: 

JOÃO BATISTA DOS SANTOS JUNIOR 
CONTA POUPANÇA DO BRANCO DO BRASIL  
AGÊNCIA 0121X 
POUPANÇA 10132 X OPERAÇÃO 51

Projeto visa regulamentar terreiros de religiões africanas e indígenas. Com registro, terreiros podem ter isenção de IPTU e benefícios em outras contas.

Imagem ilustrativa do bolg Mural de Riacho da Cruz
No Brasil, é lei: templos religiosos contam com isenção de IPTU, entre outros benefícios. Mas, a maioria dos terreiros de candomblé, umbanda e jurema do Rio Grande do Norte não estão legalizados, segundo o governo, e por isso não têm acesso a esse direito. Um projeto que visa mudar esse quadro registrou cinco grupos neste ano e outros 15 já estão em processo de regulamentação e reconhecimento de personalidade jurídica.

A estimativa é que o estado conte com 4 mil barracões, de acordo com a coordenadora de políticas de promoção da igualdade racial, sargento Regina Costa. A coordenadoria é ligada à Secretaria de Justiça e Cidadania do RN. Apesar da quantidade de terreiros, a proporção de instituições regularizadas é bem pequena - "cerca de duas, para cada mil" - calcula. Além dos centros em processo de regulamentação pelo projeto 'Meu Terreiro é Legal', outros 25 estão em lista de espera.

"Existem várias leis que amparam as instituições religiosas, mas, no passado, quando os terreiros começaram eles tinham que pedir autorização na delegacia para funcionar, então eles começaram a se fechar por causa da intolerância. E isso se estendeu através do tempo", afirma Regina.

A presidente da Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Intolerância da OAB, Paula Fernanda Santos, ressalta que a lei equipara os terreiros a qualquer outra igreja ou entidade religiosa. Porém, enquanto as outras insituições sempre foram orientadas a se regularizar, isso não aconteceu às religiões de matriz africana e ameríndia. "Essa situação as deixa na invisibilidade social e legal", pondera.

Sem o registro das entidades, os imóveis dos terreiros se tornam devedores de IPTU, como qualquer outro prédio construído na cidade. A Defensoria Pública do Rio Grande do Norte, por exemplo, acompanha o caso de um terreiro cujo dono do imóvel, líder do grupo, faleceu há anos. Desde então, as dívidas se acumularam. "Em apenas uma das execuções fiscais, ele deve mais de R$ 9 mil. Ainda vamos fazer um levantamento do total, porque são várias", explica o defensor Daniel Dutra.

Ele diz que uma reunião vai ser realizada ainda esta semana para estudar a possibilidade de entrar na Justiça com um pedido de suspensão liminar das execuções fiscais. "A ideia é buscar o reconhecimento judicial de que se trata de uma instituição religiosa que já existe há anos e pedir, com isso, que essas dívidas sejam suspensas", aponta.

Uma vez legalizadas, as instituições recebem isenções fiscais, podem participar de editais de projetos sociais do estado e do município, realizar trabalhos com a comunidade e contar com benefícios nas contas de energia, por exemplo. Os sacerdotes também ficam aptos a realizar casamentos com efeito civil, batizados e pagar a previdência.

No projeto, os custos com cartório são bancados pelas próprias instituições. De acordo com Regina, o programa não conta com recursos para isso. A participação do estado acontece na elaboração dos estatutos desses terreiros, em parceria com a OAB. O documento ainda passa pela revisão de uma empresa júnior da UFRN. Além da criação da personalidade jurídica, as entidades precisam apresentar uma diretoria, responsável legal por ela.

Segundo Regina, um levantamento realizado em 2010 apontou que somente na Zona Norte de Natal há cerca de mil terreiros, considerando também as mesas brancas. Os grupos são divididos entre os praticantes de candomblé, ubanda - de matriz africana - e jurema, que é uma prática religiosa ligada à pajelança indígena, anterior à chegada dos colonizadores portugueses ao Brasil.

Projetos

O Terreiro de Jurema Mestre Negro Gerson, no bairro Parque das Dunas, na Zona Norte de Natal, existe há 16 anos, mas só conseguiu ser registrado oficialmente há duas semanas. "A gente já tinha tentado outras vezes, mas encontrava muita dificuldade", diz o juremeiro Luiz Carlos Dila.
O grupo já não pagava o IPTU, mas por falta de condições financeiras, de acordo com ele. As dívidas estão acumuladas no município. Em 2017, o imposto cobrado foi de R$ 490, mas nenhuma parcela foi paga. Agora regulamentado, ele diz que também contará com outras vantagens. "Soubemos que também tem desconto nas contas de água e luz. Isso é importante, porque não temos muitos recursos e o que temos pode ser aplicado em projetos importantes", considera.

Regulamentado, o centro espera realizar aulas de capoeira para os jovens do bairro, investir em um restaurante que será tocado pelos seus afilhados, distribuir sopão e criar outros projetos na área de economia solidária. Ajudar na formação profissional também é outro passo. "Temos muitos projetos que agora vão poder sair do papel", diz Luiz.

Preconceito
Para o juremeiro, a oportunidade de trabalhar com a comunidade também é uma forma de reduzir o preconceito. "Sofremos muito com isso, porque as pessoas não conhecem nossa cultura. Nossos filhos muitas vezes escondem a religião, não podem dizer isso na escola. A partir de projetos como o da capoeira, elas podem nos conhecer e quebrar essas visões", comemora.


Sobre o preconceito contra as religiões, a coordenadora do Coeppir, Regina Costa, informou que foram registrados 15 casos no ano passado e outros cinco em 2017. "E são casos sérios. Houve caso de barracões queimados em Areia Branca. Ano passado, uma menina que estava saindo de um barracão foi atropelada. O Estado não tem esses registros de intolerância, porque acabam sendo registrados de outra forma", explica.


Matéria via: http://muralderiachodacruz.blogspot.com.br – André Alexandre


O 1º Rock Gavião em Umarizal/RN, acontecerá no dia 26 de agosto de 2017 às 19:00 horas na Casa de Cultura Popular Palácio do Gavião em Umarizal/RN com as bandas: Emcomodos (Natal/RN), Spyfive (Pau dos Ferros/RN), Comumraio (Umarizal/RN) e 90 Graus (Umarizal/RN) .

A entrada custará apenas 01kg de alimento não perecível ou 01 produto de limpeza. Os alimentos serão doados para as famílias carentes de Umarizal/RN, enquanto os produtos de limpeza serão utilizados para limpeza da referida Casa de Cultura. Contamos com a ajuda de todos para esse rolê beneficente.


A organização fica por conta do COLETIVO UMAL

Professora Da paz Coringa - Imagem do facebook


Mais uma educadora umarizalense colaborou com a “Vakinha online” que A Cia. Arte e Riso e o Movimento Escambo estão fazendo para trazer Richard Riguetti ao sertão potiguar e fazer um Formação de Palhaços. O que sem dúvidas irá surtir efeitos positivos para nossa comunidade com a multiplicação de nossa arte. Muito obrigado nossa eterna madrinha e integrante Dapaz Coringa.

Quem tiver problemas para depositar na vakinha.com pode fazer assim: 

JOÃO BATISTA DOS SANTOS JUNIOR 
CONTA POUPANÇA DO BRANCO DO BRASIL  
AGÊNCIA 0121X 
POUPANÇA 10132 X OPERAÇÃO 51

Professora Paulinha Leite - Foto: Rede Social Face Book


Paulinha Leite é amante das artes e da cultura. Durante anos participou de grupos de Teatro em Umarizal, frequentou diversos encontros do Movimento Escambo e conhece as dificuldades que enfrentamos para desenvolver nossa arte.

Desta vez foi a também Professora e Gestora da Escola Germano Sobrinho em Umarizal Paulinha Leite que colaborou com nossa “vakinha online”

Mais uma vez a Cia. Arte e Riso e Movimento Escambo agradecem pela confiança em nossa arte.



Quem tiver problemas para depositar na vakinha.com pode fazer assim: 

JOÃO BATISTA DOS SANTOS JUNIOR 
CONTA POUPANÇA DO BRANCO DO BRASIL 
AGÊNCIA 0121X 
POUPANÇA 10132 X OPERAÇÃO 51


Professora Rita Vieira - Foto: Rede Social Face Book
Agradecendo sempre a classe educadora de nossa cidade. Pois, a mesma sabe o quanto é importante para uma comunidade o poder das artes. O primeiro, ou melhor, a primeira colaboradora da “vakinha online” realizada pela Cia. Arte e Riso e pelo Movimento Escambo para a Vivência de Formação com a Escola livre de Palhaços do RJ (ESLIPA) no mês de novembro em Felipe Guerra/RN chegou: A Professora Rita Vieira.

Agradecemos de coração a Professora Rita Vieira e toda sua família que sempre acreditaram, prestigiam e valorizam o trabalho da cia. Arte e Riso e do Movimento Popular Escambo Livre de Rua em nossa comunidade. 



Quem tiver problemas para depositar na vakinha.com pode fazer assim: 


JOÃO BATISTA DOS SANTOS JUNIOR 
CONTA POUPANÇA DO BRANCO DO BRASIL 
AGÊNCIA 0121X 
POUPANÇA 10132 X OPERAÇÃO 51


“Quebra De Silêncio” Por Junio Santos

 Coletivo Invisível de Teatro - 47º Escambo, Sítio Góis, Apodi/RN, 2017
  Foto Junio Santos
“Quebra de Silêncio” é um espetáculo apresentado pelo Coletivo Invisível de Teatro de Umarizal/RN que nasce dentro de uma Escola Pública como ação educativa da Professora de Artes Rose Lotte. Esse espetáculo abriu o 47º Escambo - O ESCAMBO DA PAIXÃO - no Assentamento do Sítio do Góis em Apodi-RN. 

Encomendamos esse espetáculo para todos e em especial para as Escolas, que na sua grande maioria não investem em arte e cultura e a trata como se fosse um simples bibelô.

O tema é pertinente e necessário e se faz necessário sair da teoria e da conversa miúda da sala de aula e ser vista e debatida após apresentação do QUEBRA DE SILÊNCIO.

Sei que essa prática não é comum aos que fazem educação que a cada dia fica mais bancaria.


Coletivo Invisível de Teatro - 47º Escambo, Sítio Góis, Apodi/RN, 2017
  Foto Junio Santos
Sei que os recursos também são poucos e que sei mais ainda que falta interesse por parte da grande maioria dos gestores de educação desse país rico que a cada dia o seu povo fica mais pobre pelas medidas “anti-populares” que enfraquecem o povo e fortalece cada vez mais os poucos ricos do Brasil. 

Sei também que o descaso do MEC e dos reitores das universidades e institutos são enormes não apenas por ignorância e falta de sensibilidade é mais ainda por saber que somente através da arte é que podemos mudar alguma coisa num país que tem uma educação formatadora, uma saúde que privilegia a doença em detrimento a saúde e uma ação social bolsista, conservadora que nos trata - na maioria das vezes, como coitadinhos.


Coletivo Invisível de Teatro - 47º Escambo, Sítio Góis, Apodi/RN, 2017
  Foto Junio Santos
Por essa razão temos assistido a cada dia o sucateamento dos órgãos públicos de arte e cultura que se bastam apenas para fazer o serviço deficitário de manter os salários e benesses de seus dirigentes e privilegiar a cultura de massa, alienadora e inibidora do sendo crítico. 

Mais para aqueles que ainda se preocupam e quem tem vontade de fazer alguma coisa pertinente nessa área tem escapatória. Os grupos populares sabem de suas funções como brincantes provocadores e topam, mesmo na luta do auto investimento constante, fazer parcerias com pequenos cachês e transportes. O que nos importa mais que o lucro é proporcionar ao público a oportunidade de ver, conversar, discutir, debater e com isso pensar as posturas conservadoras que nos são repassadas como fardos enormes ao longo dos anos.

Faça contato, pra tudo nós damos um jeito. 

Coletivo Invisível de Teatro - 47º Escambo, Sítio Góis, Apodi/RN, 2017
  Foto Junio Santos (Raérica Soares não esteve no 47º Escambo)
Fazem parte do Coletivo Invisível de Teatro:

Rose Lotte
Bruno Lucielber
Carlos Albuquerque
Mércia Alves
Brenner Azevêdo
Raérica Soares
Karen Mirelly
Douglas Bezerra

Professor de Capoeira Leonardo Alves e alunos da Escola Zenon de Sousa
Campeões JERN'S - Natal, 2016
Esporte tradicional em Umarizal/RN, a capoeira nos últimos anos tem se destacado muito mais. Principalmente nas competições escolares a nível estadual, sempre trazendo muitas medalhas e troféus para a comunidade umarizalense. Tudo isso, se deve ao dedicado trabalho voluntário do Professor de Capoeira Nacional – Estilo Angola Leonardo Alves e do grande empenho dos alunos que todas as quintas feiras às 18:30h e aos sábados às 09:00h estão na Casa de Cultura Popular “Palácio do Gavião” treinado e praticando essa tradicionalíssima arte brasileira. 


Leonardo Alves - Evento Viva Pastinha - Natal 2016
O novo Projeto da Capoeira Nacional de Umarizal acontece aos domingos, com as chamadas “Rodas de Tradição” às 18:30h. Ação totalmente grátis para a comunidade. É só chegar, entrar e assistir.

Leonardo Alves também atua na Escola Estadual Zenon de Sousa com Capoeira Nacional – Estilo Angola e ainda faz parte da Cia. Arte e Riso e do Grupo Junino Encanto do Nordeste.


#UmarizalTemArtistaComTalentoDefendendoaCulturaNordestina

Mal acabou a temporada junina 2017, já começaram os preparativos do Grupo Junino Encanto do Nordeste para a temporada 2018. Ano de muitas comemorações e homenagens, pois a “Encanto do Nordeste” como é carinhosamente chamada completa 20 anos de história e prepara um grande projeto para comemorar junto com a comunidade umarizalense. Afinal, são 20 anos de tradição e amor pelo nosso São João!


Preparem-se! 

ALÔ ESCAMBISTAS E COMPANHEIROS EM GERAL

Palhaços da Cia. Arte e Riso - 11º Festival de teatro de Rua do Recife, 2016

O Movimento Popular Escambo Livre de Rua criou uma conta no site WWW.VAKINHA.COM.BR pra poder arrecadar uma quantia em dinheiro de amigos que podem contribuir com a Formação de palhaços entre a ESLIPA (Escola Livre de Palhaços do RJ) e os palhaços do Escambo. Palhaços da Cia. Arte e Riso também participarão da formação. 

A Taxa mínima de contribuição é de R$: 20,00 (vinte reais) e a máxima é de R$: 20.000.00 (vinte mil reais). Compartilhem com amigos, parentes, aderentes e comece a depositar. Para melhores informações e dúvidas consulte o link:https://www.vakinha.com.br/vaquinha/escambo-em-formacao-palhacaria?utm_campaign=facebook&amp%3Butm_content=191624&amp%3Butm_medium=button&amp%3Butm_source=VkCreated

Temos pouco tempo para levantar essa grana e precisamos urgente comprar as passagens do Richard Riguetti do RJ.
  • Contribuição Mínima: R$20,00.
  • Contribuição Máxima: R$20.000,00

QUEM TIVER PROBLEMAS PARA DEPOSITAR NA VAKINHA.COM PODE FAZER ASSIM: 

JOÃO BATISTA DOS SANTOS JUNIOR 
CONTA POUPANÇA DO BRANCO DO BRASIL  
AGÊNCIA 0121X 
POUPANÇA 10132 X OPERAÇÃO 51


Agora foi a vez de Kaline Duarte da Cia. Arte e Riso a conseguir concluir o Ensino Superior. Formada no Curso de Pedagogia pela UERN, Kaline Duarte já é o oitavo membro da Cia. Arte e Riso a concluir um Curso Superior. 

Desejamos muita sorte e parabenizamos a nova Pedagoda de nossa companhia como também de nossa cidade.

Cia. Arte e Riso 

Ao centro Palhaço "Café Pequeno" (Richard Riguetti) com a Cia. Arte e Riso
Festival dos Inhamuns - Arneróz/CE - 2011
O encontro do Movimento Escambo no Sítio Góis serviu ainda para discutir a vinda de Richard Riguetti do Grupo Off Sinna e idealizador do ESLIPA - Escola Livre de Palhaços do Rio de Janeiro/RJ para fazer formação com os palhaços do Movimento Escambo no período de 15 a 20 de novembro de 2017, na sede do Projeto Abelhar, em Felipe Guerra/RN.

Richard Riguetti - Turnê na Itália
A proposta ainda abrange intervenções em cidades como Umarizal/RN, Janduís/RN e Sítio do Góis, em Apodi/RN. Os grupos participantes estão buscando apoio e parcerias para custear a ação coletiva. Deverão participar dessa formação palhaços multiplicadores e integrantes de grupos que fazem multiplicação no cotidiano.

Todo empenho e articulação está sendo feita pelo Mestre teatrólogo Júnio Santos e demais grupos do Movimento Escambo.

No momento Richard Riguetti encontra-se em turnê pela Europa com agenda na Itália.

Maiores informações sobre Richard Riguetti em sua página no face book

Informações do blog da Companhia Cultural Ciranduís 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...