“Quem tem medo assimila toda forma de expressão como protesto. “ (O Teatro Mágico)

Salve, Salve, companheiros!!! Que bom saber que mesmo depois de tanto tempo de batalha em busca de um espaço para produção cultural em nossa cidade nosso instinto de batalha ainda sobrevive cada dia mais forte, é esse instinto que nos faz a cada dia colocar a cara na rua de forma independente de governos, sem apoio, com a força, coragem e a rebeldia, sim!!! Sem ter medo de encontrar nas ruas uma população que para por um instante na correria do dia a dia para ouvir um poema, ver um palhaço brincar, ver as crianças com textos na mão encenando e discutindo de forma crítica o que será posto em cena, e ver cuspida com força da boca de Ariel no auge de seus 13 anos de idade “O Bicho” de Manoel Bandeira, e ver cantando com amor a historia dos negros da áfrica através da boca de Deyves de 14 anos, é ver Julia no meio de uma roda de braços abertos como se fosse abraçar o mundo recitando poemas que falam de violência com seus pequeninos 12 anos e até ver a mesma sentar na praça e nos perguntar, qual a proposta da reunião de hoje?

É este o tipo de rebeldia que assume a Cia. Arte e Riso. O triste é sabermos que mesmo com tudo que falei aqui e muito mais que poderia falar sobre o Arte e Riso, e sobre trabalhos isolados de membros do grupo, ainda haja quem, no auge de sua intelectualidade, nos denomine junto com grande parte da classe artística do país “Rebelde sem Causa”. Torno a repetir e a gritar se for necessário: rebeldes sim!!! Desconheço na historia do Brasil e do mundo um momento de mudança que tenha acontecido através do silêncio, será que nada mais temos a discutir a falar ou a ouvir. A arte proposta pelo Arte e Riso não é, nem nunca foi, uma busca de cabide para nos pendurarmos, nós não representamos a arte e a cultura, nos somos parte integrante delas, nossas ideologias, práticas e discursos nunca necessitaram de salas, pois nossa mesa é o banco da praça, é Lá que as pessoas nos recebem, porque nós fazemos o processo inverso. A população abre as portas para nós e não nós para ela, nossa causa é real e praticada durante todos os dias de nossas vidas e não teorizada e utilizada por nós apenas quando nos é conveniente.

Toda população de nossa cidade sabe quem são os reais protagonistas da arte e da cultura de nosso município estamos nas ruas, bares, casa de cultura e etc. e não falo aqui apenas do Arte e Riso, sim dos demais companheiros que hoje estão nesta batalha para que nossa arte continue viva, gerando acesso a este bem que é universal, e o povo sabe onde nos encontrar quando necessitarem de um poema amigo, de um sorriso alegre ou de um grito de revolta como este.

(EMANUEL CORINGA, membro/fundador da CIA ARTE & RISO.)

1 comentários:

  • joanna d´arck | 9 de maio de 2009 03:37

    adoro vcs ,e acho q vcs desenvolvem um trabalho muito bonito em umarisal e regioes vizinhas,trazendo projetos para a cidade que e tao pobre em cultura .
    por isso dxo para todos minha admiraçao e carinho xeru

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...